Aikido Paraná Brasil
vídeosPalestra Kawai Sensei em Londrina 2001

Palestra Kawai Sensei em Londrina 2001

Palestra do Shihan Reishin Kawai em Londrina / PR em 13/01/2001. Conteúdo disponível apenas em Áudio.

Com o objetivo de manter-se o mais fiel possível ao pensamento e a expressão original de Kawai Sensei, o texto a seguir (Após o Vídeo) procura registrar literalmente, de forma escrita, o que o mesmo proferiu durante sua palestra.

A DIFERENÇA ENTRE BUDÔ E BUJUTSU.

Kawai Sensei fala sobre a origem do povo japonês, hoje comprovada através de exames de sangue comparativos (DNA). O lugar chama-se “Barkarkoto” que fica entre a Russia e a Mongólia. Lá existe um mar e esse local fica acima desse mar. As feições desse povo com o japonês são bastante acentuadas. Houve uma migração desse povo a aproximadamente 10.800 anos para o arquipélago que hoje se chama Japão.

Hoje o atual Imperador do Japão é da linhagem de 125 gerações de imperadores.

O imperador Tsunero gostava de Arte Marcial e o mesmo incentivou a sua prática dando origem assim ao Budô.

Foi em Kyoto  (antiga capital) que iniciou o Aikijutsu. Existem 180 tipos de escolas de Arte Marcial no Japão atualmente.

Foi a família Myamoto quem organizou as regras do Budô, mas essas regras já existiam culturamente.

Shinya Onisaburo Yoshitsu é o fundador do Aikijutsu. O mesmo era de Yamanashi, um local próximo a Tóquio, estado de Konfu, agora a cidade tem o mesmo nome. Ele muda o nome da família para Takeda e o Aikijutsu teve o nome de Takeda Ryu Aikijutsu. É uma família que tem 700 anos de tradição.

Um Daimyo chamado Takeda Shinguen  dominou quase todo o Japão da época. Houve uma guerra entre as famílias Takeda e Myamoto de 6 anos.

Com a morte de Takeda Shinguen, outro Daimyo chamado Oda Nobunaga resolve acabar com a família Takeda. Alguns da família Takeda, sabedores das intenções de Oda Nobunaga, migram para Kyushu.

Os integrantes da família Takeda que permaneceram próximo a Toquio e por sua vez perto de Oda Nobunaga resolvem trocar o nome da escola de Takeda Ryu para Daito Ryu, assim nascendo o Daito Ryu Aikijutsu. As que foram para Kyushu continuaram com o nome Takeda Ryu sendo assim até hoje.

Na era Meiji, Sokaku Takeda em Saigo estuda Daito Ryu Aikijutsu.

Quando Ueshiba Morihei (fundador) se torna migrante em Hokkaido como fazendeiro, encontra Sokaku Takeda e estuda junto a ele Daito Ryu Aikijutsu durante 3 meses. O Ô Sensei é um  Tensai (super dotado).

Antigamente não existiam escolas propriamente ditas de Takeda Ryu ou Daito Ryu e sim treinava-se em fazendas, gramados, ruas etc.

O aprendizado demandava quantias absurdas de dinheiro que hoje se comparadas ficam em aproximadamente Us$ 5.000 por técnica.

Sabedor da doença de seu pai, Ueshiba Morihei Sensei tenta retornar para sua casa . Hoje esse percurso é de aproximadamente 3 horas de trem na época levava-se uma semana.

Em Ayabe encontra Onisaburo Deguchi idealizador da Omoto Kyo (religião) que o consola pela morte de seu pai.

Esse fato foi um marco diferencial entre Sokaku Takeda e Morihei Ueshiba, pois enquanto o primeiro tinha o tipo de samurai (guerreiro) o segundo buscou  a espiritualização. Enquanto o primeiro se preocupava com o “Jutsu” o segundo com o “Dô”.

Com isso, o Ô Sensei evolui enormemente enquanto Sokaku Takeda para.

Em 1932, em Tóquio, a Kobukan (Academia Imperial) convida Ueshiba Morihei Sensei para orientar treino.

A Kodokan de Jigoro Kano (fundador do Judô) também o convida, porém ele não aceita, aceita somente sua amizade.

Nessa época a Academia do Ueshiba Sensei tinha um treinamento bastante austero,  sendo considerada Jigoku Dojo ou Dojo do inferno.

Um General chamado Araki, veterano da guerra com a Rússia e que tinha morto 38 soldados com a espada, e  estudante diplomado de Daito Ryu Aikijutsu considerando Ueshiba Sensei como colega de prática somente, o desafia por achar Ueshiba Sensei arrogante.

Ao final do combate General Araki se rende e torna-se aluno do Kaisô.

Outro desafio ocorreu com Sr. Kenji Tomiki, que a época era Secretário de Segurança de Osaka que era também da Kodokan (Judô) faixa preta 5o. grau e considerou Ueshiba Sensei apenas como uma “umeboshi” (ameixa salgada japonesa).

Ao final do desafio considerou Ueshiba Sensei como Deus e torna-se seu discípulo, inclusive tendo cargo de Direção no Hombu Dojo.

Ueshiba Sensei desenvolveu muito seu sentimento até mesmo de antecipação conseguindo saber imediatamente a intenção de cada oponente permanecendo atento.

Acredita-se que nem em 300 ou 400 anos haverá no Japão um pessoa tão forte como Ueshiba Morihei Sensei.

Ueshiba Sensei declarou ao Kawai Sensei que ele era o homem mais forte do mundo, pois todos os grandes campeões da época como Rikidozan, Kimura, um tal de King Kong com 200 kg, entre outros, tinham ido desafiá-lo e não conseguiram vencê-lo.

Caráter, força, capacidade tudo junto é igual a Morihei Ueshiba o símbolo do Aikido.

Certa vez o Ministro do Exterior do Japão, Sr. Onoda, junto à Kawai Sensei e Ueshiba Sensei tiraram foto junto e na foto observa-se  a figura expressiva do Ô Sensei e não a do Ministro (energia do Ki).

Conselhos importantes e úteis:

Se  todos nos dedicarmos ao Aikido com Shugyo, Kawai Sensei acredita que muitos poderão atingir niveis próximos ao Kaiso.

Quando nascemos todos somos fracos e dependendo da educação, poderemos nos tornar fortes. O forte possui Wagatsu ou aquele que vence a si próprio.

Rodolfo Reolon – Faixa Preta 6o. Grau de Aikido (uchideshi de Kawai Sensei)

Entre em contato

Rua O Brasil para Cristo, 138
+55 (41) 98847-7022
aikido@aikidoparana.com.br

Síga-nos

Voltar para Top